21/12/2017 às 10h42min - Atualizada em 21/12/2017 às 10h42min

Policial foi reconhecido por bandido em ônibus, diz irmão

Após reportagem da TV Gazeta sobre o caso, um irmão de Moisés ligou dizendo o que aconteceu dentro do coletivo

Gazeta Online

 

Um irmão do policial civil baleado no assalto ao ônibus da Viação Real, na tarde desta quarta-feira (20), em Cachoeiro de Itapemirim, afirmou à TV Gazeta que um dos bandidos reconheceu Moisés Alves dos Santos de Almeida como policial.

Segundo Josué Alves dos Santos, nesse momento, o irmão se defendeu e efetuou os disparos.

O CRIME

A tragédia aconteceu por volta das 15h15 desta quarta-feira (20), quando dois bandidos, que já estavam no ônibus da Viação Real, na linha Muniz Freire x Cachoeiro, levantaram e anunciaram o assalto. Um policial civil que estava no veículo reagiu e houve troca de tiros.

Florência Aparecida Luiz Ribeiro, por estar grávida, estava sentada nas cadeiras preferenciais. Ela chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim, mas não resistiu. Segundo a Polícia Militar, ela morava na cidade de Jerônimo Monteiro, cidade vizinha a Cachoeiro.

O policial Moisés Alves dos Santos de Almeida, que atua na delegacia de Cachoeiro de Itapemirim, foi baleado por dois tiros, na barriga e na perna. Ele foi socorrido por populares e, segundo o hospital, está lúcido e conversando.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp