23/02/2022 às 14h07min - Atualizada em 24/02/2022 às 00h10min

Mortes por covid-19 caem pela primeira vez no ano em São Paulo

Segundo governo, a queda nas mortes e internações só foi possível com o avanço da vacinação. Até este momento, 81% da população do estado já completou o esquema vacinal.

SALA DA NOTÍCIA Agência Brasil
https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2022-02/mortes-por-covid-19-caem-pela-primeira-vez-no-ano-em-sao-paulo

Pela primeira vez em 2022, as mortes por covid-19 caíram no estado de São Paulo. A informação foi dada hoje (23) pelo governador de São Paulo, João Doria. Há três semanas, o estado já vinha registrando queda nas internações. Mas as mortes só começaram a cair na semana passada, quando São Paulo registrou 11% menos mortes que em relação à semana anterior.



O pico de óbitos ocorreu no dia 8 de fevereiro, quando o estado registrou uma média móvel de 288 mortes. Desde janeiro, as mortes e internações vinham crescendo em São Paulo com a chegada da variante Ômicron ao Brasil.Segundo o governo, a queda nas mortes e nas internações só foi possível com o avanço da vacinação. Até este momento, 81% da população do estado já completou o seu esquema vacinal. “O avanço da vacinação foi o grande responsável para evitar que a variante Ômicron causasse mortalidade em grande escala em São Paulo”, disse Doria.



Neste momento, o estado tem uma taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) de 56%, com 2.540 pessoas internadas em estado grave. Há três semanas, esta taxa estava em 74%. No pico da terceira onda da pandemia, registrado no final do mês de janeiro e início deste mês, o estado chegou a ter 11 mil pacientes internados, tanto em enfermarias quanto em UTIs. Segundo o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, as internações caíram 46% no estado desde o dia 28 de janeiro.



Os casos também vem caindo: na última semana, São Paulo registrou 6% menos casos do que na semana anterior. Mesmo assim, a média móvel de casos registrados na última semana continua alta: 13.070 casos por dia, superior ao que era registrado como média móvel no mês de janeiro. O pico de casos ocorreu na primeira semana de fevereiro, quando o estado registrou uma média móvel de 14.542 casos por dia.



Com essa queda em casos, internações e mortes, o Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo vem estudando a possibilidade de retirar a obrigatoriedade do uso de máscara. Mas isso não será feito neste momento. Pelo menos até o final do mês de março, o uso de máscara continuará obrigatório no estado.



Vacinação infantil



Até este momento, 65% das crianças de 5 a 11 anos (o que corresponde a mais de 2,7 milhões de menores nessa faixa etária) do estado de São Paulo já tomaram a primeira dose de vacina contra a covid-19. Mas para intensificar a campanha, o governo paulista promove, até a próxima sexta-feira (25), uma semana de vacinação nas escolas. Os municípios paulistas que aderirem à campanha poderão vacinar as crianças dentro das escolas, desde que haja um documento de concordância dos pais ou responsáveis.




Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp