17/10/2017 às 08h34min - Atualizada em 17/10/2017 às 08h34min

Educação: Kennedy vai da lanterna para o pódio

Jornal ES de Fato

 

 

Fotos: Luciana Máximo

Pense em um município que reverte grande parte de seus recursos para a educação. Onde os alunos, da pré-escola ao ensino superior, contam com todo o suporte necessário... Não estamos falando de um lugar de algum país desenvolvido, mas sim de uma cidade local, bem aqui perto: Presidente Kennedy.

Em 15 anos, o município vizinho saiu da lanterna no ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no Estado para as primeiras posições. Era um dos últimos colocados e hoje ocupa o 3º lugar entre as 78 cidades do Espírito Santo.

“O dinheiro dos royalties do petróleo está sendo muito bem aplicado”, garante a secretária municipal de Educação, Dilzerly Miranda Machado.

O último Plano Plurianual (PPA) elaborado pela Prefeitura de Presidente Kennedy, que estabelece o que será investido em quatro anos no município, prevê a aplicação de R$ 165 milhões na área. É, em todo o Estado, a cidade que mais investe na educação, segundo a secretária. O volume de recursos apenas em 2017 deve chegar a cerca de R$ 46 milhões.

Embora Dilzerly, do alto dos seus 35 anos de experiência no magistério local, ateste que dinheiro ajuda, e muito, ela ressalva que não há êxito sem o comprometimento das famílias dos alunos e administração correta dos recursos.

A Prefeitura tem focado na conscientização dos pais sobre a importância do estudo, de os filhos frequentarem a escola, cobrando envolvimento, para que não faltem aula. “E, para isso temos grande apoio do Ministério Público”, diz a secretária.

Dilzerly, que na época de estudante universitária em Cachoeiro de Itapemirim, na década de 1980, se constrangia com o elevado índice de analfabetismo de Presidente Kennedy, hoje tem orgulho da situação da sua cidade.  

“Estamos fazendo essa parceria família/escola para que Presidente Kennedy tenha esse futuro que a gente tanto espera e tanto investe. O saber não ocupa espaço, não acaba, e transforma a sociedade”. 

Na seguinte entrevista, a secretária de Educação explica o progresso que o município obteve, fazendo um balanço sobre os projetos em andamento na área, a estrutura vigente, o método de trabalho e, como não poderia deixar de ser, a situação dos professores kennedenses. 

 

Professor

“Quando não tínhamos dinheiro, um professor dava aula para o pré, primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto ano. Sabe o que é uma professora dar aula para mais de cinco turmas? E ainda fazer merenda... é igual a uma dona de casa: lavar, passar, cozinhar, fazer faxina, tomar conta de criança, tomar conta de idoso... isso era muito prejudicial para a educação no município. Hoje, por exemplo, em uma turma de creche há dois professores e dois auxiliares, a atenção é excelente para a criança, um avanço muito, muito grande, com resultados expressivos no aprendizado. A prefeita (Amanda Quinta Rangel), já no primeiro mandato, valorizou muito o professor. Equilibrou o salário... estamos acima da média nacional. Ela deu mais de 57% de aumento. Hoje Presidente Kennedy tem um dos melhores salários do Brasil. Qual é a nossa preocupação hoje? Não é com o professor. Se compararmos o professor ao leite, nós temos a nata do leite. O melhor do leite a gente tem. Temos professores graduados, com mestrado, muito capacitados. O município investe muito em capacitação de professores”.

 

Família

“Hoje, a maior preocupação da Secretaria de Educação é com a família. Lugar de aluno é na escola, lugar de jovem é fazendo esporte, e temos tentado proporcionar ao aluno esse gosto pela escola. O que está precisando? Está precisando que a família ajude para que seu filho fique na escola, porque sabemos que as portas são muito mais abertas para as drogas, para o que não é lícito, do que para uma escola. Então, o preceito que a prefeita nos pede para seguir: torne a escola atrativa, traga as crianças para a escola... para isso, a gente está trazendo a família também. Estamos fazendo essa parceria, família e escola, para que Presidente Kennedy tenha esse futuro que a gente tanto espera e tanto investe. Quem investe em educação tem consciência que o saber não ocupa espaço e não acaba, transforma a sociedade”.  

 

Método de avaliação

“Para avaliar o desempenho de alunos do ensino fundamental é aplicado um simulado mensalmente. Os que obtêm as melhores notas são premiados em um coquetel, com participação das famílias e dos professores. Fotografias com troféus e da festa são expostas na escola, posteriormente. O objetivo é estimular o aluno, medir o seu nível de conhecimento e também o desempenho do professor”.   

Há também atividades envolvendo teatro. dança, cinema, literatura (biblioteca móvel)

Atrativos

“A escola tem que ter um atrativo, não ser igual a antigamente, quando os pais obrigavam os filhos a ir. Hoje, o grande diferencial está em se a família consegue colocar a criança na escola. Professor, a escola consegue manter aquela criança? Temos oferecido aos alunos atrativos para que ele permaneça na escola?”

Suporte

“Temos projetos ótimos: no Kennedy Educa +, os alunos têm aula de música (abrange flauta, violão, violino, teclado). Há também atividades envolvendo teatro, cinema, literatura (biblioteca móvel). O aluno participa de jogos, de diversas atividades. Há o Núcleo Interativo: para que a criança tenha acompanhamento desde os seis meses de idade, com fonoaudiólogo, psicólogo, assistente social e fisioterapeuta, quando necessário. Há brinquedos educativos e piscina para aulas de hidroginástica. Fabiana Batista é a coordenadora. Quando o aluno está no ensino fundamental, além da equipe pedagógica da escola, ele tem o suporte do projeto Equipe Multidisciplinar. Coordenado por Sabrina Rosa de Oliveira, é formado por psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social e pedagogo. Faz a ligação escola/família/comunidade, para que a educação dê certo”.

 

Investimento e estrutura

“O PPA prevê R$ 165 milhões para a Educação. Serão em torno de R$ 46 milhões este ano. Temos centros de educação infantil em tempo integral, três escolas polo (ensino fundamental completo – uma no Centro, uma em São Salvador e uma em Jaqueira) e três creches. Licitando, tem a escola de Marobá. E pedimos a licitação dos três prédios das outras escolas (reforma de ampliação). Em presidente Kennedy, por falta de oferta, não há adolescente ou criança fora da escola. Escola com infraestrutura boa, com ginásio poliesportivo, com mobiliário de primeira qualidade”.

 

Zona rural

“Grande parte dos moradores de Presidente Kennedy reside no interior. O município tem vasta extensão territorial, mais de 580 km². No Estado, Presidente Kennedy é o município que mais investe em educação. Pode visitar nossos escolas e verá que não temos materiais sucateados, a estrutura é de primeira. O investimento em estrutura física foi iniciado pelas escolas menores. Dando atenção principalmente às escolas da zona rural, elas são muito valorizadas. A prefeita entende que a escola numa comunidade rural é referência, assim como a igreja. Fazemos grandes investimentos para não fechar as escolinhas do campo, 70% das unidades funcionam no interior”.

 

Tempo integral

“O objetivo da prefeita, junto com Haroldo Corrêa Rocha (secretário de Estado de Educação), é iniciar em 2018 o projeto Escola Viva em Presidente Kennedy, para oferecer ensino médio em tempo integral. Vai ser na escola polo no centro (Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Kennedy), que terá a estrutura adequada. Será a escola referência em ensino médio, com parceria do governo do Estado e Prefeitura. Hoje a escola também atende alunos do ensino fundamental, mas o município vai abraçar estes alunos para que a escola seja exclusiva de ensino médio. E provê-la da estrutura que o ensino médio precisa para o desenvolvimento do projeto Escola Viva. A capacidade será para dois mil alunos. A prefeita Amanda não faz diferença se o aluno é estadual ou municipal. Se o aluno é do município, tem que ser bem atendido”.

 

Crianças

“Temos três creches em tempo integral. Estamos para inaugurar outra agora, em Santa Lúcia. E já demos ordem de serviço para uma nova creche em Jaqueira, com capacidade para 400 crianças. Até o início de 2018 serão cinco creches em funcionamento. Há em torno de 700 crianças sendo atendidas atualmente. Elas recebem tudo, desde xampu, pomada a alimentação... mamadeira, leite específico... chegam à escola, têm o desjejum. Quando volta pra casa, já jantou, tomou banho... a criança já volta no outro dia de amanhã para tomar a primeira mamadeira na escola”.

 

O aluno participa de jogos e diversas atividades

Merenda

“A merenda escolar é toda balanceada, acompanhada por nutricionistas. Se a criança tem alergia a leite, por exemplo, tem o produto sem lactose... Tem desde o desjejum, ou seja, o café da manhã, com todo tipo de fruta, iogurte, queijo, tudo do bom e do melhor, a almoço. A melhor merenda que tem é a merenda de Presidente Kennedy, um aluno não almoça sem ter um suco ou uma fruta ao lado”.

Ensino fundamental

“Além da pré-escola, temos as escolas de ensino fundamental, com o total de 2,8 mil alunos. Houve um acréscimo de alunos, o município tem atraído muitas pessoas. Vamos construir uma escola em Marobá, ampliar e construir mais um prédio em Jaqueira, em São Salvador e no Centro. Atualmente, há 22 escolas de ensino fundamental em funcionamento. A previsão é de inaugurar mais quatro escolas polo, tudo com recursos dos royalties, até o início do próximo ano. Já está em processo licitatório. A Prefeitura também complementa mais de 80% do custo de transporte do ensino fundamental, pois o repasse federal é ínfimo”.

 

Ensino superior

“São mais de 900 alunos kennendenses cursando o ensino superior (graduação e pós-graduação), incluindo Medicina. Atualmente, há 22 estudantes fazendo Medicina com bolsa integral. E todos os alunos que estudam nos municípios adjacentes - Campos, Cachoeiro e Castelo, por exemplo - têm transporte escolar custeado. O gasto com educação superior gira em torno de R$ 24 milhões, trata-se do maior investimento por alunoSó para as faculdades são 23 ônibus. O que é o futuro de Presidente Kennedy? São os jovens de Presidente Kennedy... teremos engenheiros, médicos, agrônomos, dentistas, professores, profissionais de todas as áreas”.

 

Orientação vocacional

“No ensino médio, nós temos o Prodes (Programa de Desenvolvimento do Ensino Superior e Técnico), formado por uma comissão que avalia a questão da bolsa para faculdade e ensino técnico. No Prodes, temos o Serviço de Orientação Profissional, para que o aluno tenha certeza da escolha da universidade que está pleiteando, para depois não desistir, e o recurso público ser bem utilizado”.

 

Evolução (Ideb)

“O avanço na educação tem acontecido nos últimos 15 anos. Presidente Kennedy era um dos últimos no Ideb no Espírito Santo. Depois, ganhamos algumas posições e ficamos em 65º, dos 78 municípios capixabas. Com os investimentos na educação - os resultados não aparecem de um dia para o outro -, hoje nós estamos em 3º lugar no Ideb. Os investimentos aumentaram com os recursos dos royalties do petróleo e o dinheiro está sendo muito bem aplicado”.

 

Trajetória pessoal

“Sou professora no município há 35 anos. Estou secretária de Educação, cargo de passagem, mas eu sou professora, amo minha profissão. Em 1987, quando fazia faculdade em Cachoeiro, não falava que era de Presidente Kennedy, porque cerca de 40% da população era analfabeta. Gostava de ficar junto com a turma de Marataízes, porque me confundiam com as pessoas de lá e paravam de destacar na sala de aula que Kennedy era um município com tantos analfabetos, com índice tão grande de analfabetismo. Eu quero agradecer a todos os colegas professores que estão nessa luta junto com a nossa prefeita, junto com a população kennedense, para que o município tenha um futuro melhor. Acredito, assim como Nelson Mandela sempre colocou, que toda mudança só se faz através da educação. Para sermos mais saudáveis, sabermos cuidar melhor de nossas moradias... tudo gira em função da educação. Então, a educação é realmente o motor que pode mudar o mundo”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp