17/10/2017 às 07h24min - Atualizada em 17/10/2017 às 07h24min

Marido que matou a esposa dentro de casa em Itapemirim é preso em Presidente Kennedy

Após esganar a gari Claudiana Bom Macota, o assassino Admilson de Souza Cruz levou o corpo até uma mata

Gazeta Online

O motorista Admilson de Souza Cruz, de 43 anos, que confessou ter matado a esposa, a gari Claudiana Bom Macota, 35 anos, foi preso na noite da última quinta-feira (12) em Presidente Kennedy. O corpo da mulher foi encontrado em uma mata na Praia da Gamboa, em Itapemirim, no Litoral Sul do Estado, no dia 9 de outubro.

Apesar de ter confessado o crime, Admilson de Souza Cruz não ficou preso pois, segundo a polícia, a identificação do corpo precisará ser feita por DNA. Apesar disso, a Polícia Civil pediu à Justiça a prisão preventiva do motorista, que foi encontrado na casa da mãe, em Presidente Kennedy.

Ele foi preso por feminicídio e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Marataízes. A polícia ainda aguarda o resultado do exame de DNA para a conclusão do inquérito.

O caso

Claudiana desapareceu na noite do dia 5 de outubro, e, na ocasião, admilson contou que a esposa saiu por volta das 18h para caminhar e pagar uma conta em um salão de beleza. Quando o corpo dela foi encontrado, e confessou o crime e contou que esganou e matou a mulher na quinta à noite dentro de casa. Após, levou o corpo até a mata que fica a cerca de dois quilômetros da casa.

Admilson e Claudiana estavam casados havia 16 anos e têm uma filha de 15 anos. Ele acreditava que estava sendo traído, mas não confirmou a traição.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp