12/01/2022 às 13h30min - Atualizada em 12/01/2022 às 13h30min

Gasolina fica mais cara e pode passar dos R$ 7,30 no ES

O reajuste de 4,85% e 8%, respectivamente, considera a prática de preços competitivos adotada há seis anos pela estatal

O primeiro reajuste do ano da gasolina e do diesel, após 77 dias, começa a vigorar nesta quarta-feira (12), nas refinarias. Segundo a Petrobras, o litro da gasolina passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 e o diesel, de R$ 3,34 para R$ 3,6.

O reajuste de 4,85% e 8%, respectivamente, considera a prática de preços competitivos adotada há seis anos pela estatal. O que deve resultar em uma elevação de, em média, R$ 0,11 no preço do litro da gasolina e de R$ 0,24 do diesel cobrado aos motoristas nos postos. O aumento nas bombas não é imediato, costuma demorar um pouco.

Com o aumento, o valor máximo do litro de gasolina no Espírito Santo pode chegar entre R$ 7,01 e R$ 7,38. Os preços, respectivamente em Cariacica e em Guarapari, consideram o aumento para as distribuidoras.

Considerando somente esse percentual de reajuste voltado para as distribuidoras e utilizando o levantamento de preços feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) no Espírito Santo, é possível calcular quanto o consumidor irá desembolsar pelo litro de combustível.

A simulação foi feita considerando o preço máximo nos postos das cidades abaixo apontado na pesquisa da ANP, feita entre 2 e 8 de janeiro.

As altas são as primeiras anunciadas desde o dia 26 de outubro do ano passado. Desde então, os preços praticados pela Petrobras para a gasolina foram reduzidos em R$ 0,10 por litro, a partir do dia 15 de dezembro, e permaneceram estáveis para o diesel.

O aumento ocorre no momento em que o petróleo Brent, tido como referência para o valor global do combustível, aparece cotado em torno de R$ 460 (US$ 82 dólares), com alta de mais de 5% somente nos primeiros dias de janeiro.

Com a variação, a estatal estima que o aumento vai resultar em uma alta de R$ 0,11 na parcela da Petrobras no preço, de R$ 2,26 para R$ 2,37 a cada litro de gasolina vendido nas bombas. Já para o diesel, a parcela arrecadada pela estatal no valor dos postos passará de R$ 3,01 para R$ 3,25 a cada litro vendido, variação de R$ 0,24 por litro.

Os combustíveis foram, com alimentos e energia elétrica, responsáveis pela variação de 10,06% da inflação oficial de preços em 2021. Gasolina, diesel, gás de cozinha e etanol dispararam mais de 49% entre janeiro e dezembro.

*Com informações do Portal R7


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp