01/11/2016 às 21h35min - Atualizada em 01/11/2016 às 21h35min

Professora é presa e confessa ter mandado matar o marido com ajuda do amante em Castelo

Em depoimento, ela disse que se apaixonou por outra pessoa, mas o marido não aceitava a separação. O amante, que também é casado foi preso em Vitória e confessou a participação

Folha Vitória
O marido seguia de moto para o trabalho, quando foi surpreendido pelos disparos na manhã desta terça-feira (1) (Foto: ​Divulgação/PC)

Uma professora de 40 anos foi presa no fim da manhã desta terça-feira (1), em Castelo, e confessou ter mandado matar o marido, um pedreiro de 42 anos. O motivo seria para ficar com o amante, um motorista de 38 anos, que também foi preso por ser um dos autores do crime. O pedreiro foi atingido com três tiros de raspão, quando seguia para o trabalho, na localidade de Ponte São João, interior do município.

De acordo com o delegado Marcelo Meurer Ramos, responsável pelas investigações, a professora contou que estava casada com o marido há 17 anos, e recentemente se apaixonou pelo motorista. “Ela passou a manter um relacionamento extra conjugal com o rapaz, que também é casado”, conta.

Depois de um tempo, eles decidiram largar os casamentos para viver juntos. “O marido sabia das traições, porque ela mesmo já tinha contado, mas ele não aceitava a separação, e isso foi um entrave ao desejo dos dois de ficar juntos e combinaram de mandar matar o marido”, continua Meurer.

O pedreiro foi atingido por três disparos de raspão nas costas. Ele seguia de moto para trabalho quando foi surpreendido pelo atirador. A vítima foi encaminhada até a Santa Casa e liberada após receber os primeiros socorros.

Após o crime, ele foi à Delegacia, acompanhado da mulher, registrar o boletim de ocorrências. “Suspeitamos da atitude dela e após várias contradições, ela não sustentou as versões e acabou confessando o crime. O valor a ser pago seria de R$ 3 mil, mas ela disse que não pagou e os dois pistoleiros fizeram o serviço na amizade”, ressalta o delegado.

Na tarde desta terça-feira, a equipe de policiais da DHPP de Vitória, prendeu o motorista na UPA São Pedro, enquanto acompanhava a mãe em um atendimento. “Ele é de Vitória e não entramos em detalhes sobre como se conheceram. Para nossa surpresa, ele contou que foi até o local com os dois suspeitos para cometer o crime”, completa Meurer.

Ele e a professora foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio. O motorista foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV), e a professora, que dava aulas de geografia em Castelo e Cachoeiro, foi encaminhado ao Presídio Feminino, em Cachoeiro.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp