30/09/2021 às 10h23min - Atualizada em 30/09/2021 às 10h23min

Três horas de tocaia até flagrar caminhão levando cimento para Kennedy

Da Redação - Com informações Dia a Dia ES

Por Anete Lacerda - Dia a Dia ES

O vereador Ary Corrêa conta que ficou três horas de tocaia nas proximidades do Centro de Manutenção Urbana (CMU), bairro São Geraldo, em Cachoeiro de Itapemirim, para conseguir registrar a saída do caminhão com 150 sacos de cimento, que seguiu para Presidente Kennedy,

O caminhão seguia pela rodovia ES-162, em Presidente Kennedy, quando foi abordado pela Polícia Militar e levado para a Delegacia de Itapemirim, no litoral Sul do Estado, na tarde desta quarta-feira (29).

Foi o vereador que acionou a polícia. Ele conta que seguiu o caminhão, em um carro particular, desde que o veículo saiu do CMU.

“Eu recebi denúncia anônima de que o caminhão sairia para Presidente Kennedy. Então, me posicionei às 9 horas próximo ao CMU e às 13h05 visualizei o veículo da prefeitura saindo”, disse Ary. Segundo ele, a denúncia era de que não teria sido o primeiro caminhão desviado para a cidade litorânea.

O vereador afirma que seguiu o caminhão, esperou abastecer no posto no bairro Paraiso, e depois continuou atrás do veículo. Só que o motorista parou. Na opinião dele, provavelmente os ocupantes perceberam que estavam sendo seguidos. Então ele acionou a PM e se apresentou às pessoas que estavam no veículo.

Na cabine do caminhão estavam o motorista e um outro servidor da prefeitura, que se apresentou como gerente de serviços. Eles não apresentaram as notas fiscais do cimento. Disseram que a carga seria entregue à uma loja de material de construção de Presidente Kennedy.

Até o final da tarde, eles estavam na Delegacia prestando depoimento. A reportagem não conseguiu contatar a Polícia Civil para confirmar se alguém permaneceu preso.

Consultada, a Prefeitura de Cachoeiro emitiu a seguinte nota oficial: “A prefeitura de Cachoeiro informa que a denúncia ainda está sendo investigada pelas autoridades policiais e que só vai se manifestar a respeito após apuração e conclusão da ocorrência”.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp