02/08/2021 às 09h12min - Atualizada em 02/08/2021 às 10h20min

Artista plástico busca apoio para impulsionar projeto social

Mesmo lidando com situações de violência e abandono social, Alan Kamuy, com o apoio da mãe, se dedica às artes plásticas para mudar a sua própria história e de outros jovens

DINO

O interesse precoce, incentivado pela mãe, e a oportunidade oferecida pela ONG CEASM (Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré) pelas artes plásticas fez com o jovem artista Alan Kamuy, nascido na comunidade carente do Morro do Timbau, no Rio de Janeiro, ingressasse no mundo das tintas.

Infelizmente, por problemas da vida, o artista ainda não conseguiu ingressar num curso acadêmico. Mas agora retomou o segundo grau e seu grande sonho é estudar e poder cada vez mais se aprimorar na arte das tintas.

O artista tem 38 quadros que compõem sua obra. "Minhas telas em óleo, "Asgardianos", "Universo Visceral" e Eu te Entendo", com cores fortes e expressivas, remetem a referências do expressionismo e brincam com elementos pop", salienta o artista.

No momento, seus quadros podem ser visualizados em suas redes sociais ou no site da galeria Arttere, que reúne artistas em uma rede informal para ajudá-los na divulgação de seus trabalhos.

Além da exposição, ainda sem data definida, o artista planeja encampar um projeto social no Morro do Alemão para introduzir crianças e adolescentes no mundo das artes plásticas. O projeto também tem um cunho profissionalizante, ensinando desenho para que os jovens possam vender os itens e gerar renda.

Kamuy precisa de parceiros e de apoio tanto para divulgar seus trabalhos artísticos, quanto para impulsionar o seu projeto social. "Quero que meu sonho alcance mais pessoas e mude rumos, como o meu foi mudado", salienta.

Mais informações sobre o artista: www.arttere.com.br/artistas/2008/alan-kamuy

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp