05/02/2016 às 15h49min - Atualizada em 05/02/2016 às 15h49min

Cachoeiro registra primeira morte por dengue hemorrágica deste ano

Com essa morte, Cachoeiro confirma seu primeiro óbito por dengue hemorrágica do ano. Quem confirma a causa é a Santa Casa, embora a Sesa ainda não tenha se posicionado

Folha Vitória

Uma mulher, com diagnóstico de dengue hemorrágica, morreu em Cachoeiro de Itapemirim, na última quinta-feira (04). Ela estava internada, desde a última segunda-feira (01), na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Roberta Dias de Souza, tinha 30 anos, e era de Soturno, zona rural de Cachoeiro, mas, atualmente estava morando no bairro Alto Novo Parque. Somente no último mês de janeiro, foram confirmados mais de mil casos de dengue na cidade, segundo a prefeitura.

Com a morte da mulher, o município confirma seu primeiro óbito por dengue hemorrágica do ano. Quem confirmou a causa de sua morte foi a própria Santa Casa de Misericórdia, embora a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) ainda não tenha se posicionado.

Dengue no Sul do Estado

Dados da Sesa indicam que no mês de janeiro Itapemirim ficou entre os municípios de menor incidência de dengue, com 96,3 casos para cada 100 mil habitantes. Já o município vizinho, Marataízes, apareceu na zona média, com 240,3. Em Presidente Kennedy, a incidência da doença é bem alta, com 307,2, mas ainda fica abaixo de Cachoeiro de Itapemirim, com 947,3 e Atílio Vivácqua, com 1377,3.

Rio Novo do Sul lidera o ranking da doença, com 3810,7, tendo em segundo lugar o município de Muqui, com 3718,2, no mesmo período.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp