07/10/2015 às 11h46min - Atualizada em 07/10/2015 às 11h46min

Polícia prende "chefão" do tráfico de drogas e armas do Espírito Santo

Luiz Carlos Soares dos Santos, conhecido como Nem, substituiu Zorro, preso em julho, no comando da organização criminosa

Gazeta Online

A casa caiu para o gerente da maior organização de tráfico de drogas e armas do Espírito Santo. Luiz Carlos Soares dos Santos, conhecido como Nem, foi preso na manhã desta terça-feira (6), em Guarapari. Ele era o braço-direito de Zorro, preso em julho e apontado como chefão do crime no Estado. Ambos faziam parte da lista dos 10 mais procurados pela polícia.

A operação Tornado IV foi realizada pelo Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc). O objetivo principal era capturar Nem, alvo da polícia desde novembro do ano passado, quando conseguiu escapar de uma operação.

Na manhã desta terça-feira (6) o criminoso não teve a mesma sorte. Ele foi detido dentro de um apartamento na Praia do Morro, onde se escondia há quatro dias.

De acordo com a titular do Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc), Lana Lages, Nem era o braço-direito de Zorro. Ele recebia drogas e armas do Rio de Janeiro e as distribuía na Grande Vitória. Com a prisão do chefe, ele assumiu a organização, movimentando uma quantia milionária.

“É a maior organização de distribuição de armas no Estado. São armamentos pesados, de grosso calibre. Desarticular essa quadrilha é evitar que muitas armas cheguem aqui”, destacou.

Além do comércio de armas e drogas, a quadrilha é responsável por assaltos a grandes empresas e mais de 20 homicídios. O secretário de Segurança Pública André Garcia ressaltou a redução das taxas de homicídio no Estado como uma das consequências das prisões dos chefões do crime.

“São homens que financiavam o mercado da morte no Espírito Santo e a execução de pessoas, são empresários do crime. A prisão deles implicará na redução de homicídios, que já vem caindo nos últimos anos ”, concluiu.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp