08/03/2021 às 16h20min - Atualizada em 08/03/2021 às 17h20min

Fundação de plano de saúde tem 70% do seu quadro de funcionários formado por mulheres

Grande parte do time feminino da Geap atua em cargos de gestão e tem participação direta nas tomadas de decisões da empresa

DINO
https://www.geap.com.br/

O aumento da presença feminina no mercado de trabalho é realidade no Brasil. Ainda a passos lentos, mas significativo. Uma pesquisa de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que a ocupação delas chega a 45,3%. Mais que vagas de emprego, as mulheres buscam por valorização e lutam para que a desigualdade de gênero diminua, proporcionando ainda mais espaços nas empresas, inclusive nos cargos de liderança e gestão.

A procura por qualificação profissional é um dos fatores desse crescimento. Ainda de acordo com o IBGE, as mulheres são mais educadas formalmente e mais qualificadas para as vagas de emprego. Elas representam 55,1% das universitárias e 53,5% do total de alunos de pós-graduação.

É notória a posição de destaque profissional dessas mulheres em diversos setores de grandes empresas brasileiras. A exemplo da Geap Autogestão em Saúde, uma Fundação de assistência ao servidor público. Presente em todos os Estados, o plano de saúde conta com milhares de funcionários espalhados pelo Brasil. Entre eles, 70% são mulheres, segundo a área de Recursos Humanos da empresa, sendo 41% em cargos de gerência e coordenação.

Para o diretor-presidente da Fundação, Ricardo Figueiredo, as mulheres ocupam o espaço por merecimento. “Elas comandam equipes estratégicas, com grande presença nos cargos de liderança e gestão. Além de comprometidas e dedicadas, costumam ser muito participativas, com voz ativa na tomada de decisões importantes da empresa. Os resultados dos últimos anos têm grande participação delas”, destaca Figueiredo.

Figueiredo ressalta, também, que não há discriminação de gênero na empresa, que tem participação igualitária entre homens e mulheres na disputa das vagas, inclusive com remunerações equivalentes. “Todos os candidatos são avaliados única e exclusivamente pela sua competência profissional. Os salários são de acordo com as funções exercidas, independentemente do gênero, com benefícios iguais”, garante o diretor-presidente.

A conquista da Certificação Great Place To Work (GPTW), que reconheceu a Geap como uma excelente empresa para se trabalhar, é reflexo dessas políticas de igualdade adotadas com o público interno, que também conta com um Programa de Integridade com diretrizes que reforçam a cultura do combate à desigualdade. Esse resultado é uma percepção dos próprios colaboradores, que aderiram e se dedicaram nas respostas da pesquisa sobre o clima organizacional.



Website: https://www.geap.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp