08/03/2021 às 11h21min - Atualizada em 08/03/2021 às 12h20min

Bayer e Abag anunciam abertura das inscrições para o Prêmio Mulheres do Agro 2021

Premiação, que tem como objetivo valorizar produtoras rurais que fazem a diferença no campo, tem inscrições abertas até o dia 20 de agosto

DINO
http://www.premiomulheresdoagro.com.br 

A partir do dia 08 de março, estarão abertas as inscrições para a 4ª edição do Prêmio Mulheres do Agro, a iniciativa idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), promove a valorização de produtoras rurais brasileiras que fazem a diferença no campo e que mostram que, quando lideram os seus negócios, são mais sustentáveis e inovadoras se destacando à frente da gestão de propriedades de pequeno, médio e grande porte.

“A Bayer vem acompanhando histórias que mostram o empenho da agricultura brasileira em trabalhar com sustentabilidade. O Prêmio Mulheres do Agro oferece visibilidade tanto a esses cases de sucessos, como ao papel da mulher no campo dando voz às produtoras rurais valorizando e reconhecendo suas contribuições para o setor através de boas práticas agropecuárias, inovação no campo, entre outras qualidades, como implementações que visam desenvolver comunidades locais”, explica Daniela Barros, diretora de Comunicação Corporativa para a área agrícola da Bayer Brasil.

Flavia Minotto Montans, gestora da Fazenda Alvorada, localizada em Rio Verde (GO), que integra o time de embaixadoras, além de vencedora do Prêmio Mulheres do Agro 2020, na categoria Grande Propriedade, reforça que entre seus principais objetivos está provar que a mulher é capaz de vencer qualquer desafio. “Na época, com 27 anos de idade, eu era uma das únicas líderes femininas na região que atuava. Assumi, sozinha, a produção de soja e milho, sempre investindo no pilar socioambiental, foquei muito na capacitação dos funcionários por meio de parcerias. Hoje tenho orgulho da história que construí e de ser uma mulher do agro. Estar entre as vencedoras do prêmio só prova como estamos preparadas para ocupar qualquer lugar”, explica a empresária.

A produtora rural, que está há mais de 20 anos no mercado, está sempre à procura de evolução, inovação e conhecimento, a fim de tornar o agronegócio cada vez mais sustentável. Flavia, se sente realizada em trabalhar no campo. “Desejo que outras mulheres se sintam orgulhosas de ocuparem esse espaço. Por isso acredito que o papel de uma embaixadora do Prêmio Mulheres do Agro é incentivar e motivar o público feminino a colocar os seus projetos e gestões no papel para que possam ser reconhecidas por suas habilidades, inovação e boas práticas agrícolas”, finaliza Flavia, que lidera o projeto “Se Liga na Fazenda”, iniciativa que leva informações do campo a jovens de escolas públicas na região onde atua.

A paulista Simone Dameto, que atua em Goiânia (GO), é engenheira agrônoma e produtora de girassol para extração de óleo, também foi escolhida para ser uma das embaixadoras do Prêmio Mulheres do Agro 2021. A influenciadora, que usa as redes sociais para abrir o diálogo com a sociedade e mostrar a realidade do agronegócio na prática, acredita que ser uma mulher do agronegócio é um grande desafio. “Lutamos para chegar onde estamos e enfrentamos olhares desconfiados sobre as nossas capacidades. Mas nos qualificamos, estudamos muito e adquirimos conhecimentos todos os dias, reforçando o nosso posicionamento e protagonismo no campo, conquistando o nosso espaço por meio de profissionalismo e, principalmente, sensibilidade”, enfatiza ela.

Com o início das inscrições em março deste ano, o tema do prêmio é Gestão Inovadora e reconhecerá iniciativas para boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental como: uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano. Serão premiadas as candidatas que ficarem nas três primeiras colocações de cada categoria (pequena, média e grande propriedade), o que significa um total de nove mulheres reconhecidas.

“As nossas embaixadoras representam a essência do projeto, que é valorizar mulheres, gestoras e que dão um exemplo de agricultura sustentável em suas propriedades. Não tenho dúvida que, ao longo do ano, estas trajetórias vão inspirar outras produtoras a se inscreverem no prêmio e contarem as suas histórias”, finaliza Gislaine Balbinot, gerente de Comunicação da Abag.

Para se inscrever, basta acessar o site: www.premiomulheresdoagro.com.br até o dia 20 de agosto. As vencedoras serão reveladas durante o 6º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, que terá formato digital em 2021, e será realizado entre 25 e 27 de outubro. Desde sua primeira edição, mais de 550 produtoras já se inscreveram na iniciativa, que já premiou 27 produtoras de várias regiões do Brasil. 

Embaixadoras do Prêmio Mulheres do Agro 2021: Tatiele Dalfior Ferreira (Governador Lindenberg, Espírito Santo); Simoni Tessaro Niehues (Serranópolis do Iguaçu, Paraná); Mara Motter (Três Arroios, Rio Grande do Sul); Clarisse Liana Weber Volski (Pitanga, Paraná); Kamila Laida Guimaraes Aguiar (Rio Verde, Goiás); Michelle Rabelo de Morais (Pato de Minas, Minas Gerais); Flávia Montans (Rio Verde, Goiás); Simone Felisbino (Rio Verde, Goiás); Luciana Dalmagro (Batatais, São Paulo); Aretuza Negri (Piracicaba, São Paulo) e Simone Dameto (Goiânia, Goiás).

Sobre o Prêmio Mulheres do Agro no site: www.premiomulheresdoagro.com.br 



Website: http://www.premiomulheresdoagro.com.br 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp