04/03/2021 às 09h18min - Atualizada em 08/03/2021 às 00h20min

Habilidades de comunicação podem reduzir gap salarial entre gêneros

Apesar de as mulheres estarem ganhando cada vez mais espaço e assumindo posições de liderança, trabalhadoras no Brasil ainda ganham, em média, 22% menos do que seus colegas do sexo masculino.

DINO
http://www.operacaomegafone.com.br

Apesar de as mulheres estarem ganhando cada vez mais espaço e assumindo posições de liderança, o Brasil ainda tem grande diferença de gêneros no mercado de trabalho.

O relatório Education at Glance , publicado em 2019, mostra que as mulheres brasileiras têm 34% mais chances de se formar se comparadas aos homens, e 25% delas com idade entre 25 e 34 anos têm ensino superior, contra 18% dos homens na mesma faixa etária. Mas apesar de mais educadas, as mulheres têm mais dificuldade em encontrar trabalho (37% estão desempregadas há mais de um ano, contra 27% dos homens). E para piorar, dentre as trabalhadoras, o salário é 22% menor se comparado ao dos seus colegas do sexo masculino (IBGE - 2020).

Nesse cenário, uma das grandes armas que as mulheres podem usar ao seu favor é a comunicação. Melina Oliveira, redatora e criadora da Operação Megafone - projeto para ajudar profissionais a articularem suas ideias - trouxe algumas dicas para quem quer se destacar.

"Habilidades de comunicação são um grande diferencial, e nem sou só eu que falo isso. Warren Buffett, investidor legendário, diz que uma boa comunicação, tanto oral quanto escrita, permite aumentar pelo menos 50% do valor da sua entrega. Isso significa a possibilidade de cobrar pelo menos 50% mais pelos seus serviços. Por que, então, não estamos usando isso ao nosso favor?’’

Ela lembra que essa é uma habilidade que qualquer uma pode desenvolver, mesmo que ainda não se imagine cobrando 50% mais numa entrevista de emprego ou ao fechar seu próximo cliente. Às dicas, então.

1. É essencial coletar evidências sobre performance e resultados

De acordo com Melina, isso ajuda a vencer a síndrome de impostor que ataca tantas profissionais altamente capacitadas. "Quando eu digo que cuidei da comunicação de um projeto que trouxe R$ 300 mil em receita recorrente para uma empresa, estabeleço uma conversa em termos objetivos e ajudo a construir a confiança no meu trabalho. Por isso, recomendo sempre manter um registro das suas vitórias. Eu mesma já errei bastante por não manter resultados de performances passadas anotados."

2. As outras pessoas nem sempre percebem o valor de cada entrega logo de cara

A maioria está ocupada com suas próprias demandas e em busca de formas para valorizar seu trabalho para o alto escalão da corporação. "É preciso dar visibilidade às entregas que você está fazendo e aos resultados que traz para o jogo. Essa tem que ser nossa responsabilidade, e de mais ninguém."

Inclusive, Melina conta que criou a Operação Megafone porque vê mulheres brilhantes com uma dificuldade enorme em comunicar seu valor para o mercado. "Muitas vezes pensamos que temos que ser perfeitas antes de sequer ter uma chance ou minimizamos nossas conquistas. Isso precisa parar!"

3. Uma narrativa profissional deve ser construída de forma intencional

Melina explica que uma narrativa profissional alinhada à empresa é um dos fatores mais determinantes para o RH escolher trabalhar com um ou outro profissional. "Qual é a coisa mais importante que as pessoas do outro lado precisam saber sobre o seu trabalho, e como essa mensagem conversa com a sua experiência? É ao redor disso que você deve construir sua narrativa profissional." O que não é exatamente uma tarefa fácil.

Depois de ver muitas colegas com essa dificuldade, Melina resolveu criar um guia pensado especificamente para mostrar que não é só a experiência que conta, mas também o sentido que se dá a ela.

4. Sem medo de usar a própria voz

Seja em reuniões ou eventos de networking, para dar ideias, apontar pontos de melhoria ou mesmo para compartilhar conhecimentos fora do ambiente de trabalho mais formal. "Isso lhe ajuda a se estabelecer como uma autoridade no seu campo de atuação e faz as pessoas lhe respeitarem mais, mesmo (ou talvez principalmente) quando elas não concordarem com você."

5. Cada dia é uma oportunidade para melhorar

No fim das contas, ninguém nasce sabendo se comunicar. Essa é uma habilidade a ser desenvolvida. Melina aponta que, da mesma forma como tantas profissionais investem em treinamentos técnicos, devem focar em soft-skills. "Nesse ponto, as habilidades de comunicação oral e escrita são simplesmente essenciais. Invista em treinamentos, sim, e ainda mais importante: procure formas de exercitar suas habilidades no dia a dia. Só não se esqueça de registrar também os resultados que isso vai lhe ajudar a alcançar," conclui.



Website: http://www.operacaomegafone.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp