09/09/2015 às 16h22min - Atualizada em 09/09/2015 às 16h22min

Refugiados sírios fogem de conflitos e aguardam vistos para morar no Espírito Santo

Folha Vitória

Em meio à crise humanitária que atinge a diversos países da Europa devido à guerra civil na Síria, que acontece desde 2011 e já matou milhares de pessoas, sírios veem em outros países uma chance de recomeçar a vida, ou de pelo menos fugir dos conflitos.

No Brasil, são 2.077 refugiados sírios, até agosto de 2015, de acordo com o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare). Já no Espírito Santo, 24 deles entraram com pedido na Polícia Federal (PF) de refúgio para que possam morar legalmente no Estado.

De acordo com a PF, onze homens, sete mulheres e seis crianças entraram com pedido de refúgio e concessão de visto para morarem legalmente. Enquanto não sai a decisão do órgão, os refugiados ficam em Organizações Não-Governamentais (ONGs), localizadas na Grande Vitória.

Para monitorar a situação dos refugiados sírios no Estado, a Organização dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES) tem uma comissão específica para avaliar a situação dos refugiados. O órgão afirma ainda não ter um dado exato, mas acredita que o número de refugiados deve aumentar no Estado.

“Nós estamos criando um conselho na OAB-ES que reunirá os dados de refugiados no Estado. Isso para podermos levantar quantos exatamente estão aqui e onde eles estão. Desde o ano passado, distribuímos a ONGs que recebem os refugiados, cartilhas para que o estrangeiro possa saber seus direitos e obrigações. Acredito que, devido a crise, o Brasil como um todo deve receber mais refugiados daqui pra frente”, afirma o presidente da Comissão de Relações Institucionais da OAB-ES, Giulio Imbroisi.

De partir o coração: a criança fez sinal de rendição ao confundir câmera com uma arma

De partir o coração: a criança fez sinal de rendição ao confundir câmera com uma arma

De partir o coração: criança fez sinal de rendição ao confundir câmera com uma arma Foto: Reprodução/Twitter

O Conare acenou que deve prorrogar as regras que facilitam o refúgio de sírios no Brasil. A norma tem o objetivo de simplificar a concessão de visto imigrantes do país do Oriente Médio. Sem a facilitação do governo brasileiro, através do Conare, para que um visto seja concedido, é necessário que o estrangeiro passe por um processo que envolve entrevistas, entrega de documentos e pesquisas, o que pode levar meses.

Com isso, o número de refugiados sírios no Brasil é superior ao dos Estados Unidos, com 1.243, e ao de alguns países europeus como Grécia, 1.275 refugiados, Espanha, 1.335, e Itália, 1.005.

O mundo enfrenta a pior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial. Segundo dados da Organização Internacional para as Imigrações (OIM), só em 2015, 365 mil imigrantes atravessaram o Mar Mediterrâneo, e mais de 2,7 mil morreram na travessia. Um caso causou comoção quando jornais publicaram a foto de um menino sírio de três anos, que morreu afogado quando a família tentava a travessia do mar Egeu.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp