18/02/2021 às 11h50min - Atualizada em 18/02/2021 às 12h20min

Setor de automóveis lidera manifestação contra aumento de ICMS no Estado de São Paulo com impacto em 1 milhão de empregos

Os distribuidores e revendedores de automóveis do Estado de SP estão organizando um protesto em todo estado no dia 23/02 contra o aumento do ICMS que já prevê o impacto de 1 milhão de empregos. Eles já estão sentindo impacto nas vendas que caíram 12% e devem cair ainda mais nos próximos meses. A projeção é que esse número chegue a 30%. Existem também outras questões como o aumento da informalidade, o efeito no bolso do consumidor, etc.

DINO

São Paulo, 17 de fevereiro de 2021 - Os distribuidores e revendedores de automóveis de São Paulo anunciaram manifestações em várias cidades do Estado na próxima terça-feira (23/02) contra o reajuste de mais de 200% nas alíquotas do tributo em São Paulo.

Segundo as lideranças do setor de distribuição de automóveis, o aumento de 207% no ICMS na compra e venda de carros com o impacto em 1 milhão de pessoas que vivem do setor automotivo em São Paulo.

Associações na capital e em cidades como Campinas, Jundiaí, Piracicaba, Sorocaba, Bauru, Ribeirão Preto, programam carreatas que acontecerão no mesmo horário. As regiões Grande São Paulo, ABC e Baixada Santista juntam-se ao Movimento da Capital, saindo das suas cidades locais.

Participam concessionários e lojistas. Durante as manifestações, os estabelecimentos ficarão fechados. O objetivo é mobilizar não só o setor, mas também sensibilizar a sociedade para a gravidade do tema que impacta diretamente o bolso do consumidor e aumenta o desemprego.

O setor estima que, por conta do aumento do ICMS, já teve uma queda de 12% na revenda de veículos. A projeção é que esse número chegue até 30% nos próximos meses.

"Toda cadeia automobilística será afetada. Nossa projeção é que um milhão de postos de trabalho serão impactados se nada for feito. Não podemos aceitar um aumento tão abusivo", afirma Marcelo Cruz, presidente do Sindiauto, um dos vários sindicatos e associações do setor que participa do movimento.


Mais informações:
Juliana Nery/Andressa Navarro
(11) 99120-5444/ (11) 97375-0894
[email protected]
[email protected]

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp