15/02/2021 às 15h46min - Atualizada em 15/02/2021 às 16h20min

Biodegradável de papel é alternativa ao consumo consciente

O aumento da produção de lixo e seus impactos negativos faz com que a atenção das pessoas se volte ao consumo biodegradável; o papel é importante agente nesse cenário.

DINO
https://www.canubio.com.br/

Muito se fala sobre a importância de preservar o meio ambiente, bem como as práticas mais recomendadas para que isso ocorra de maneira genuína. Tamanha ascensão dessa pauta faz com que as pessoas se tornem cada dia mais críticas no que se refere ao consumo. A busca por um produto biodegradável, por sua vez, tem evidenciado a preocupação em consumir de maneira consciente e responsável.

Há algum tempo a cultura do consumo baseada em extrair, produzir e descartar tem se modificado. Embora seja um modelo bastante enraizado entre os brasileiros, os inúmeros impactos negativos que esse método causa ao planeta servem de alerta para muitos consumidores, que passaram a reavaliar suas práticas. Para se ter uma ideia, de acordo com o Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2020, entre 2010 e 2019, a geração de Resíduo Sólido Urbano no Brasil, comumente conhecido como lixo, registrou considerável incremento, passando de 67 milhões para 79 milhões de toneladas por ano.

O Panorama, divulgado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), indica ainda uma estimativa de que o país alcance, em 2033, uma geração de 100 milhões de toneladas de lixo. Conforme ponderado no documento, essa marca traz um chamado urgente por políticas públicas mais incisivas de estímulo à não geração e à reutilização de materiais, etapas iniciais e prioritárias na hierarquia da gestão, preconizada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Para a Canubio, fabricante de canudos de papel, além de reduzir e reutilizar, outra maneira de contribuir para o meio ambiente é buscar o consumo de um produto biodegradável. "Eles são capazes de inibir os altos índices de poluição tão prejudiciais à natureza e aos seres vivos presente nela, seja em solo ou água", pondera Gustavo Ferreira, CEO da Canubio.

O papel é um tipo de embalagem biodegradável e com origem de fontes sustentáveis, contribuindo para a preservação do meio ambiente. Segundo o Relatório Anual 2020 da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), 100% do papel produzido no Brasil vem de árvores plantadas para esse fim. "Isso mostra que o papel utilizado para a produção dos mais diferentes produtos é oriundo de um ciclo consciente e responsável no trato com o meio ambiente", reforça Ferreira.

O representante da Canubio afirma que as estratégias da empresa na produção do canudo de papel biodegradável estão pautadas no futuro e alinhadas às tendências globais. "Trabalhamos com produtos de base biológica, justamente para serem mais sustentáveis. Assim, contribuímos com o meio ambiente hoje, cujos frutos serão colhidos por muitos anos", destaca.

O papel é uma matéria-prima sustentável, de origem natural e renovável. Explorar o seu uso também pode ser considerado um comprometimento com o pós-consumo. "A comercialização de um produto de papel biodegradável contribui na educação ambiental das pessoas que passam a descartar um produto que tem grande contribuição na cadeia de reciclagem", alerta o CEO da Canubio. De acordo com o Relatório da Ibá, esse descarte de produto reciclável e biodegradável faz do Brasil um dos principais países recicladores de papel do mundo. Em 2019, a taxa de reciclagem ficou em 66,9%.

Atualmente, a população já reconhece que a adoção de práticas mais sustentáveis é fundamental. "Há uma série de iniciativas que, em conjunto, protegem o ambiente e garantem recursos para as futuras gerações", finaliza Gustavo Ferreira, pontuando que cada um tem o seu importante papel dentro deste ecossistema.



Website: https://www.canubio.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp