01/09/2015 às 07h48min - Atualizada em 01/09/2015 às 07h48min

Sete suspeitos são detidos por participação na morte de policial

O soldado Ítalo Bruno Pereira Rocha, 25 anos, foi morto no bairro Jardim Carapina, na Serra

Gazeta Online

 

Polícia faz buscas no Bairro Jardim Carapina, a procura dos suspeitos pela morte do soldado da PM, Ítalo Bruno Pereira, morto a tiros e pedradas

Polícia faz buscas no Bairro Jardim Carapina, a procura dos suspeitos pela morte do soldado da PM, Ítalo Bruno Pereira, morto a tiros e pedradas

A polícia já prendeu sete suspeitos de terem participado da morte do soldado Ítalo Bruno Pereira Rocha, 25 anos, no bairro Jardim Carapina, na Serra. Uma jovem, menor, foi apreendida. O crime aconteceu no final da noite deste domingo (31), próximo a um baile funk clandestino.
Outro PM, de 22 anos, que estava na companhia de Ítalo, foi baleado no braço e socorrido para o hospital.
Entre os detidos, quatro foram reconhecidos pelo PM baleado. 
Eles estavam à paisana e, de acordo com informações preliminares, foram reconhecidos por bandidos próximo ao campo de futebol do bairro.
O caso está sob investigação. Uma das hipóteses é de que os rapazes tenham ido ao local para encontrar duas jovens.
Três pessoas foram presas ainda na madrugada do crime. Na tarde desta segunda-feira (31), outros cinco foram detidos pela Polícia Civil e pela Polícia Militar, todos no bairro Jardim Carapina.
Entre os cinco presos estão uma mulher e quatro homens, sendo dois deles irmãos gêmeos. Na casa de um deles foi encontrado um par de tênis sujo de sangue e um talão de cheques em nome do soldado Ítalo.
Todos os detidos foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento.
Polícia faz buscas no Bairro Jardim Carapina, a procura dos suspeitos pela morte do soldado da PM, Ítalo Bruno Pereira, morto a tiros e pedradas

Polícia faz buscas no Bairro Jardim Carapina, a procura dos suspeitos pela morte do soldado da PM, Ítalo Bruno Pereira, morto a tiros e pedradas

 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp