10/02/2021 às 14h49min - Atualizada em 10/02/2021 às 15h20min

Volta às aulas exige medidas para não reforçar números da segunda onda de Covid-19

Especialista afirma que é necessário seguir protocolo rigoroso que envolve toda a comunidade escolar

DINO
http://www.eusaude.com.br/educacao/

Cerca de 18 Estados brasileiros já retomaram as atividades escolares presenciais ou em modelo híbrido em fevereiro. Em meio ao avanço do número de casos e óbitos da covid-19, o CEO do Programa EuSaúde Educação, Ricardo Cabral, destaca que professores, alunos e pais precisam se comprometer com medidas que garantam a segurança e evitem a disseminação do vírus.

"As crianças e adolescentes são, geralmente, assintomáticos e fica difícil saber se estão ou não, contaminados. Para evitar que o ambiente escolar seja um foco de transmissão, recomendamos, entre outras medidas, isolar as turmas. É o que chamamos de ecossistema escolar. As crianças de uma mesma turma seguem juntas durante as aulas, nos intervalos e nos refeitórios, mas ficam isoladas de outras turmas", explica Ricardo Cabral. Para os alunos de ensino médio, os professores devem evitar trocar de sala. "Nossa sugestão é que eles deem todas as aulas da semana num mesmo dia para a mesma turma. Para o ensino fundamental esse não é um problema, em geral, a professora e a assistente acompanham uma única turma ao longo de todo o ano", conta.

O programa Eu Saúde Educação é uma estratégia de atenção e cuidado para retorno às aulas desenvolvido por profissionais de saúde e educação com base em conhecimentos científicos e nas melhores práticas observadas em todo o mundo. Aborda práticas de educação comportamental, apoio psicológico e telemedicina 24 horas. Além disso, inclui um protocolo com sugestões de medidas sanitárias de segurança.

"A vida escolar é muito mais que o aprendizado. A sociabilidade, o convívio com os outros alunos, contribui para o desenvolvimento de habilidades como trabalho em equipe, por exemplo. Mas para que ocorra de maneira segura é preciso o envolvimento dos pais, dos professores e demais profissionais da escola, dos alunos e, também, dos profissionais de transporte escolar", explica o médico. Ele lembra que a rotina de toda a família muda com a volta às aulas e os cuidados precisam ser redobrados neste momento. "É preciso ter cuidado com o transporte, os pais precisam usar máscara em locais públicos, devem evitar parar para comer no caminho da escola, entre outras medidas", explica Ricardo Cabral.

O Programa EuSaúde Educação inova ao levar a telemedicina para as escolas. Se o aluno apresenta qualquer um dos sintomas da covid-19 será, imediatamente, levado à presença virtual de um profissional de saúde que fará uma avaliação e, se for o caso, a criança ou adolescente será encaminhada para um atendimento presencial. Atualmente, mais de 100 escolas já adotam o protocolo EuSaúde Educação. Mais informações em eusaude.com.br/educacao/



Website: http://www.eusaude.com.br/educacao/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp