24/08/2015 às 17h44min - Atualizada em 24/08/2015 às 17h44min

Ex-vereador de Marataízes tem a cabeça decepada em acidente motociclístico

Jornal Espirito Santo Noticias
Venceslau Tinoco Serafim, que exerceu o posto de vereador em Marataízes no mandato de 2009 a 2012 (Foto:Site Maratimba)

Uma cena horrível para ser vista, uma cena dura para descrever. Mais triste ainda ver a família próxima ao acidente que matou na hora o ex-vereador de Marataízes Venceslau Tinoco Serafim, na manhã de hoje.

O ex-vereador de Marataízes, Venceslau Tinoco Serafim morreu na manhã de hoje após sofrer um trágico acidente motociclístico. O acidente aconteceu entre Marataízes e Lagoa do Siri, próximo ao trevo da localidade de Nova Marataízes e Jacarandá.

Segundo informações o motociclista Venceslau Tinoco Serafim, que exerceu o posto de vereador em Marataízes no mandato de 2009 a 2012, colidiu na lateral de uma carreta bitrem placa MSJ6588 de Iconha que vinha no sentindo Lagoa do Siri/Marataízes. Com a força do impacto o ex-vereador teve sua cabeça decepada, ficando há uma distância de aproximadamente 15 metros do corpo.

Segundo populares o motorista da carreta estava em sua mão de direção e dentro da velocidade permitida pelo trecho, quando o motociclista colidiu na lateral.

A reportagem esteve no local e conversou com a perícia da Polícia Civil – PC, que informou, após a perícia ser concluída terão detalhes das circunstâncias do acidente. Não descartam a possibilidade de que Venceslau estivesse pilotando a motocicleta sem o uso do capacete, mas não afirmaram. No capacete apenas arranhões, mas outro detalhe, Venceslau teve a cabeça decepada, por que não ficou dentro do capacete? Esse é outro detalhe que a perícia vai desvendar.

No local do acidente a reportagem ouviu de um tio do ex-vereador que hoje pela manhã ele iria levá-lo a uma sessão de fisioterapia, pois o sobrinho passava por um problema grave de coluna, inclusive usava uma cinta para conter as dores. Chegaram a combinar se iriam no carro do tio, porém, logo em seguida Venceslau chamou o tio e disse que não iria mais fazer a fisioterapia, que hoje ele daria um jeito na vida dele. Assim que desfizeram o combinado para irem à fisioterapia, Venceslau pegou a motocicleta, o tio achou estranho o sobrinho montado em uma motocicleta, pois não tinha condições para pilotar e não estava usando a mesma há meses. ‘Só “Deus sabe o que aconteceu com meu sobrinho, só sei disso”, disse aos guardas municipais que estavam no local um tio do ex-vereador.

A Polícia Rodoviária Estadual estava também no local e disse que não dava para precisar se Venceslau invadiu a contramão de propósito, ou que estivesse se jogado a frente à da carreta, tudo indicava que ele invadiu a mão do bitrem.

Algumas pessoas chegara a supor que Venceslau estivesse com um abacaxi nas mãos e tivesse tentado segurar quando possivelmente perdeu o controle. No entanto buscas foram feitas e nenhum abacaxi foi achado. Outras pessoas disseram que ele carregava nas mãos uma embalagem de isopor que poderia ter algo dentro, e na troca de mãos ele tivesse perdido o controle. A embalagem estava no chão próximo a motocicleta.

De tudo até o momento sobre as causas que levaram a esse acidente violento, apenas as marcas na pista da moto entrando na contramão.

Familiares e amigos chegavam ao local e ficavam estarrecidos com a cena impactante do acidente. Amigos falaram que Venceslau estava com um grave problema de coluna e quase não saia de casa, chegando a ser diagnosticado com depressão.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal de Marataízes estavam no local, tentando preservar a cena do acidente. Eles aguardavam os peritos da Polícia Civil para estarem encaminhando o corpo ao Departamento Médico Legal, em Cachoeiro do Itapemirim.

A versão do motorista

De acordo com o delegado Djalma Pereira Lemos, de Itapemirim, quem ouviu o motorista da carreta, o caminhoneiro havia saído de Iconha para descarregar uma carga me Marataízes. No depoimento, o motorista assegurou que Venceslau foi em direção à em alta velocidade, disse ainda que o condutor tentou tirar da frente e jogo para o lado da pista, mas não teve jeito, Venceslau bateu na lateral e a cabeça na quina. Foi feito o teste do bafômetro e nada foi comprovado. O caso será conduzido pelo delegado de Marataízes.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp