25/01/2021 às 14h37min - Atualizada em 25/01/2021 às 15h20min

Alaska Cargo and Cold Storage lança importante contribuição à cadeia de frio global

ACCS assina contrato de arrendamento de 55 anos com o Estado do Alasca para o desenvolvimento de uma unidade de armazenamento refrigerado de 32,5 milhões de pés cúbicos adjacentes à pista no ANC

DINO

A Alaska Cargo and Cold Storage, LLC (ACCS) e o Estado do Alasca assinaram um contrato de arrendamento de 55 anos no Aeroporto Internacional Ted Stevens Anchorage (ANC), estabelecendo um marco importante no desenvolvimento de uma unidade de armazenamento com clima controlado de mais de 700.000 pés quadrados. Com 32,5 milhões de pés cúbicos de capacidade, a instalação fornecerá ao ANC uma peça crítica de infraestrutura no sexto aeroporto de carga mais movimentado do mundo.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20210125005686/pt/

Alaska Cargo and Cold Storage, LLC signed a 55-year ground lease with the State of Alaska for a 700,000-square-foot cold storage facility strategically located at Ted Stevens Anchorage International Airport, the sixth-busiest cargo airport in the world. (Photo: Ted Stevens Anchorage International Airport)

Alaska Cargo and Cold Storage, LLC signed a 55-year ground lease with the State of Alaska for a 700,000-square-foot cold storage facility strategically located at Ted Stevens Anchorage International Airport, the sixth-busiest cargo airport in the world. (Photo: Ted Stevens Anchorage International Airport)

Alaska Cargo and Cold Storage, LLC signed a 55-year ground lease with the State of Alaska for a 700,000-square-foot cold storage facility strategically located at Ted Stevens Anchorage International Airport, the sixth-busiest cargo airport in the world. (Photo: Ted Stevens Anchorage International Airport)

“Este projeto vai melhorar o transporte de e para Anchorage, criar empregos e mostrar ao mundo que o Alasca está aberto para negócios”, disse o governador do Alasca, Mike Dunleavy. “Estamos entusiasmados com o potencial que esta parte integrante da cadeia de frio global tem para tornar o Aeroporto Internacional Ted Stevens Anchorage e o Alasca em um lugar mais atraente para empresas globais fazerem negócios.”

A ACCS é uma joint venture do industrial Chad Brownstein e da McKinley Capital Management, LLC (McKinley Capital), que é liderada por Rob Gillam. Brownstein é o fundador da Rocky Mountain Resources, que agregou um complexo industrial em Mountain West. Gillam é o CEO e Diretor de Investimentos da McKinley Capital.

Localizado na Rota do Grande Círculo, o ANC está a 9,5 horas de 90% dos principais mercados da Ásia, Europa e América do Norte. Ilustrando sua importância, durante as interrupções nas viagens aéreas por causa da COVID-19 o ANC foi o aeroporto mais movimentado do mundo em alguns dias em 2020. Historicamente, o fornecimento limitado de unidades de armazenamento e transferência no ANC designa seu suporte de carga aérea como “gas-and-go” (abastecer e ir). Brownstein e Gillam dizem que o desenvolvimento do ACCS - localizado ao lado da pista e dentro de uma zona de comércio exterior - posicionará o ANC para ser transformado em um centro de transferência de cadeia de frio para transportadoras aéreas globais.

“Acreditamos que o Alasca oferece oportunidades de investimento e desenvolvimento de categoria mundial”, disse Gillam. “A ACCS é um exemplo claro. Há muitos setores que requerem armazenamento a frio. Um exemplo são os frutos do mar, um dos maiores produtos de exportação do Alasca, e que são enviados para o mundo todo. Por décadas, quase nenhuma produção de valor agregado ou in natura ocorreu no estado. A ACCS vai liderar a mudança dessa tendência. Agora, o Alasca pode capitalizar sua valiosa posição como um centro entre a América do Norte e a Ásia. Vemos este projeto como algo com potencial para aumentar o tráfego de carga aérea e estimular o desenvolvimento econômico local. Estamos confiantes de que a ACCS acabará por trazer mais dólares e empregos para Anchorage e todo o estado.”

“A adição desta unidade com capacidade de armazenamento a frio traz novas oportunidades para os inquilinos de distribuição global e clientes que já se beneficiam dos recursos exclusivos do comércio de Anchorage e das isenções tarifárias”, disse Brownstein. “A unidade servirá como portal de armazenamento refrigerado entre as Américas, Ásia e Europa, e integrará ainda mais o Alasca na cadeia de frio global.”

“As transportadoras de carga e seus parceiros do setor estão reconhecendo as vantagens de operar no ANC. A nova unidade da ACCS fortalecerá nossa já poderosa rede de carga”, disse o diretor do aeroporto, Jim Szczesniak. “O ANC oferece serviço diário de carga sem escalas para mais de 30 destinos e serviço quase diário para mais 20 destinos. Essa unidade permitirá que produtos perecíveis sejam consolidados da América do Norte e da América Latina e depois distribuídos para os cargueiros que os levarão para mais perto do consumidor. Reduzir o tempo de campo ou do mar até o consumidor proporcionará um produto melhor.”

Em setembro de 2020, o Departamento de Transporte dos EUA concedeuàAutoridade de Energia do Alasca (Alaska Energy Authority, AEA), uma doação BUILD de US$ 21 milhões para administrar em apoio ao projeto da ACCS.

“É incrível fazer parte deste projeto que tem o potencial de melhorar a posição do Alasca na cadeia de abastecimento global”, disse o Diretor Executivo da AEA Curtis W. Thayer. “Nossa parceria com a equipe da ACCS permite que a AEA utilize sua experiência para garantir que o melhor da tecnologia de ponta transforme o edifício em uma peça-chave em eficiência energética.”

A unidade será construída em fases. A primeira fase terá cerca de 190.000 pés quadrados com planos de início da construção no segundo semestre de 2021. Quando totalmente concluída, a unidade oferecerá armazenamento a frio e a quente, carga rápida e opções de armazenamento geral, serviços de logística e espaço auxiliar para escritórios de inquilinos.

Sobre a Alaska Cargo and Cold Storage, LLC

A Alaska Cargo and Cold Storage, LLC (ACCS) é uma joint venture do industrial Chad Brownstein e da McKinley Capital Management, LLC (McKinley Capital), liderada por Rob Gillam. Brownstein é o fundador da Rocky Mountain Resources, que agregou um complexo industrial em Mountain West. Gillam é o CEO e Diretor de Investimentos da McKinley Capital. A ACCS assinou um contrato de arrendamento de 55 anos com o Estado do Alasca para o desenvolvimento de uma unidade segura de armazenamento com clima controlado de mais de 700.000 pés quadrados e 32,5 milhões de pés cúbicos de capacidade no Aeroporto Internacional Ted Stevens Anchorage (ANC).

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Jennifer Thompson, 907-242-1152

[email protected]


Fonte: BUSINESS WIRE
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp