15/01/2021 às 13h34min - Atualizada em 15/01/2021 às 14h20min

Café expresso: forma de preparo é capaz de realçar o sabor da bebida

O erro mais comum no preparo do café é a falta de critério no uso da água.

DINO
https://asstefil.com.br/

O brasileiro é apaixonado por café, o que se observa nas grandes quantidades vendidas todos os dias em supermercados, restaurantes, bares e lanchonetes. O café é consumido de diversas maneiras, com diferentes grãos e cada lugar tem suas características e culturas na hora de degustá-lo. No entanto, especialmente nos últimos anos, tem se tornado muito popular o café expresso, uma maneira rápida e forte de consumo. Mas, para a preparação do café é necessário utilizar um ingrediente fundamental: água de qualidade. E para garantir o bom gosto da bebida, o processo de obtenção da água é crucial e um dos métodos mais utilizados é o de filtração.

Seja qual for o estabelecimento, é muito importante purificar a água para fazer café, para um produto de qualidade. O erro mais comum no preparo da bebida é justamente a falta de critério no uso da água. A água da torneira pode ser a solução mais prática e econômica, mas não a correta. Se ela tiver impurezas ou excesso de cloro, por exemplo, a qualidade do que está sendo preparado será afetada.

Diante disso, o melhor caminho é usar água filtrada. De acordo com a Asstefil , empresa do segmento de tratamento de água e filtração, a água é um elemento de suma importância no preparo da bebida. "Em termos de porcentagem, ela é responsável por cerca de 95% do café, ou seja, ela é um ingrediente que merece grande atenção", afirma.

O Brasil é o segundo maior consumidor de café do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. A mudança de hábito fez com que o brasileiro começasse a ingerir o produto fora de suas casas. Trinta e seis por cento do consumo total de café é feito em cafeterias, restaurantes e padarias, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).

O café expresso é feito com os mesmos grãos que o café tradicional. Porém, o que difere em gosto e aroma é o método de preparo, já que o expresso é feito pela passagem de água quente em alta pressão pelo grão. Esse método, portanto, requer uma máquina especial, que realize esse serviço.

A qualidade da água é influenciada pela quantidade de produtos químicos usados durante o tratamento e também pela concentração de minerais. Por isso, para a venda de café expresso a recomendação é o uso do filtro purificador, responsável por reduzir os contaminantes químicos e mecânicos da água. "O filtro HQW-CM reduz o gosto e odor de cloro e outros contaminantes ofensivos que podem afetar negativamente o sabor do café", destacou a Asstefil.

O café traz diversos benefícios para a saúde se consumido adequadamente como: prevenção contra câncer e Alzheimer; auxílio no combate dos sintomas da depressão; rejuvenescimento das células do corpo; digestão, entre outros. Assim, para extrair o melhor que o café tem a oferecer, atentar-se ao uso da água filtrada traz a qualidade tão almejada dos degustadores natos da bebida.



Website: https://asstefil.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp