10/08/2015 às 18h00min - Atualizada em 10/08/2015 às 18h00min

Mais de 5 mil oportunidades de emprego em portos, estradas e aeroporto

Empreiteiras estão abrindo vagas nas construções de portos, estradas e aeroporto com chances para todos os níveis de escolaridade

Gazeta Online

Boa notícia para quem está a procura de uma oportunidade de trabalho ou até mesmo para quem quer mudar de emprego. As obras de infraestrutura prometem melhorar a logística do Estado, mas antes disso devem gerar, pelo menos, 5.150 vagas durante as construções. Há chances para diversos níveis de escolaridade.

A gerente de RH da Jurong, Lucila Lopes, ressalta que as vagas sempre estão disponíveis no Sine de Aracruz. No entanto, o total de vagas abertas não foi divulgado.

“Importante ressaltar que priorizamos mão de obra local, portanto sempre buscamos o profissional que seja morador de Aracruz e Fundão. Não encontrando na região um profissional que atenda os requisitos técnicos e comportamentais que buscamos iremos dar oportunidade para profissionais de outras localidades”, disse.

A JL Andrade, empreiteira curitibana vencedora da licitação da Infraero e responsável pelas obras do Aeroporto de Vitória, já iniciou as contratações. De acordo com a empresa, 50 pessoas já estão trabalhando e outras 50 estão em processo de contratação. A expectativa é de que sejam contratadas outros 400 profissionais a medida que as obras forem avançando.
Já no Porto Norte Capixaba, empreendimento da Manabi a ser instalado em Degredo, Linhares, a cerca de 27,3 km de distância de Regência, se encontra em fase de licenciamento ambiental. A expectativa é de que durante a implantação, sejam gerados 1,5 mil empregos e, na operação, outros 750 postos de trabalho. Quando iniciado, o projeto dará prioridade para a mão de obra local nas duas fases do empreendimento.
Há ainda oportunidades de trabalho no Porto Central, que vai ser construído em Presidente Kennedy, no Sul do Estado. O analista de projetos do Porto Central, Alberto de Barros, explica que o empreendimento vai contratar empreiteiras para construir a infraestrutura do porto, que inclui a dragagem, construção dos quebra-mares, acessos, utilidades, áreas comuns.
Segundo ele, a movimentação será feita pelas empresas que vão arrendar áreas dentro do porto. a expectativa é de que sejam contratados, no mínimo, 2,5 mil trabalhadores durante as obras.
SAIBA MAIS
Aeroporto
Vagas: A JL Andrade, empreteira responsável pelas obras do Aeroporto de Vitória, já contratou 50 trabalhadores e outros 50 estão em fase de contratação. Segundo a empresa, a medida que as obras foram avançando mais 400 trabalhadores deverão ser contratados. As oportunidades são para obra e escritório e as vagas são para engenheiro, técnico de segurança, entre outros cargos.
Onde se inscrever: Os interessados devem enviar o currículo para os seguintes e-mails: [email protected][email protected]
Porto Norte Capixaba
Vagas: O empreendimento da Manabi a ser instalado em Degredo, Linhares, se encontra em fase de licenciamento ambiental. Durante a implantação, prevê a geração de 1,5 mil empregos e, na operação, outros 750 postos de trabalho. Quando iniciado, o projeto dará prioridade para a mão de obra local nas duas fases do empreendimento.
Onde se inscrever: Para cadastrar o currículo ou se inscrever no Programa de Desenvolvimento do Mercado de Trabalhado, criado pela Manabi para desenvolver profissionais na região, os interessados devem acessar o endereço eletrônico www.vagas.com.br/manabi. Dentre os cursos a serem ofertados no programa estão: auxiliar administrativo, inclusão digital, armador, carpinteiro, montador elétrico, montador mecânico, pedreiro, operador de equipamentos e operador de instalações. Outros cursos de qualificação serão definidos de acordo com a demanda gerada a partir da análise de dados dos candidatos inscritos no site. O monitoramento da absorção da mão de obra local será realizado pela Manabi juntamente com o Sine Linhares.
Porto Central
Vagas: O porto será construído em Presidente Kennedy, no Sul do Estado. O Porto Central vai contratar empreiteiras para construir a infraestrutura do empreendimento, que inclui a dragagem, construção dos quebra-mares, acessos, utilidades, áreas comuns. O Porto Central não vai movimentar carga própria. O Porto Central vai arrendar áreas dentro do porto para clientes que irão construir suas “superestruturas” específicas, que são os terminais, incluindo galpões e armazéns, guindastes, máquinas de diversos tipos, para suas cargas e na operação desses terminais. Durante as obras, serão contratados, no mínimo 2,5 mil trabalhadores.
Após as obras: A estimativa é de em torno de 400 no início e 4 mil quando o porto atingir seu potencial e estiver totalmente implantado, o que vai demorar vários anos, pois a construção será por etapas.
Onde se inscrever: Com relação a construção da infraestrutura, não há lugar definido ainda para inscrição de candidatos. As obras serão todas contratadas com construtoras que normalmente usam o CIE/FINDES para recrutamento. Vamos pedir priorizar mão-de-obra capixaba e da região. Já na construção e operação dos terminais pelos clientes do Porto Central, a contratação vai ficar a cargo de cada empresa, mas vamos pedir priorizar recrutamento capixaba. As obras estão prevista para começar no segundo semestre de 2016.
Jurong
Vagas: O estaleiro costuma divulgar as vagas de emprego no Sine de Aracruz.
Onde se inscrever: Os interessados em integrar o quadro de colaboradores do Estaleiro Jurong Aracruz podem se cadastrar no Sine e no site da empresa (www.jurong.com.br) pois após esgotar as entrevistas encaminhadas pelo Sine a equipe de recrutamento busca profissionais cadastrados no site.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp