28/12/2020 às 11h36min - Atualizada em 28/12/2020 às 12h20min

Viagem de fim de ano? Hora de redobrar os cuidados com a saúde ocular

Com a possibilidade de transmissão do coronavírus pelos olhos, especialista alerta para medidas de segurança durante os passeios

DINO
http://www.visaohospitaldeolhos.com.br

As viagens de fim de ano sempre exigiram um cuidado especial com a saúde ocular, afinal, sol, praia, mar e piscina são grandes vilões dos olhos de quem não se previne. Agora, com a pandemia, essa atenção é ainda mais importante. Isso porque o coronavírus pode ser transmitido pelos olhos também.

“Com o uso da máscara, as pessoas conseguem evitar as formas respiratórias de contágio do vírus. Entretanto, os olhos, passíveis de contaminação também, ficam expostos, principalmente, quando o indivíduo não usa óculos. É preciso higienizar sempre as mãos e evitar passá-las nessa região”, destaca Dr. Gustavo Serra, oftalmologista do Visão Hospital de Olhos.

O especialista ressalta que o grande problema dessa época do ano e dessas atividades ao ar livre são os fatores ambientais, que levam ao ressecamento ocular. “Claridade, produtos de beleza ou proteção solar e o próprio uso da máscara contribuem para baixa lubrificação ocular, levando ao hábito de coçar os olhos”, enfatiza o médico.

Para ajudar no combate à disseminação da Covid-19, Dr. Gustavo preparou uma lista de medidas simples para quem vai viajar.

Revisão de férias: não é só o carro que precisa de uma análise minuciosa

Ir ao oftalmologista antes da viagem pode ajudar a prevenir diversos problemas oculares. “Na consulta, conseguimos já adiantar alguns possíveis cenários, de acordo com a localidade do passeio, ou mesmo indicar alguns colírios antialérgicos, por exemplo. No caso de pacientes, checamos se os remédios são suficientes, para que eles não fiquem sem medicação durante as férias”, exemplifica o médico.

 

O "salva-vidas": colírio lubrificante

Olhos ressecados são o terror da vez. O ressecamento pode ser provocado por areia, ar-condicionado, vento, etc. Para que isso não aconteça, é importante ir ao oftalmologista antes de viajar e pedir um colírio lubrificante. “Existem vários tipos de colírios. Só um especialista pode recomendar o mais correto. Não se automedique!”, lembra Dr. Gustavo.


Um banheiro cheiroso e limpinho: segurança em primeiro lugar

Quem usa lentes de contato tem que redobrar o cuidado com a higienização do produto. Nada de limpá-las em qualquer banheiro por aí. “O ideal é não fazer essa limpeza na rua, mas se for extremamente necessário, procure um local mais limpo e passe álcool 70% nas superfícies onde pode encostar. Lembre-se de lavar as mãos antes de tocá-las”, conta o oftalmologista.

Item indispensável na mala: óculos de sola

Agora os óculos escuros são mais do que composição de look ou proteção contra claridade ou raios UV. Essa peça é fundamental para dificultar o acesso aos olhos. “Contudo, a recomendação continua: certifique-se da qualidade das lentes dos óculos, para que além de evitar a contaminação pelo coronavírus, não haja prejuízo na visão”, observa o especialista.



Website: http://www.visaohospitaldeolhos.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp