04/08/2015 às 19h40min - Atualizada em 04/08/2015 às 19h40min

"Whatsappnite": conheça a lesão que atinge quem tecla demais

Digitar muito sobrecarrega mãos, pescoço, ombros, cotovelos e punhos

Gazeta Online

Caso passe muito tempo do seu dia teclando no WhatsApp ou em outros aplicativos e redes sociais, cuidado. A internet móvel é uma mão na roda, mas você pode acabar entrando para a estatística de pessoas com “Whatsappnite”, inflamação nos tendões da mão causada pelo uso excessivo dos aparelhos de comunicação.

Segundo o ortopedista e cirurgião de mão do Hospital Metropolitano, Leandro Azevedo de Figueiredo, em seu consultório, a doença atinge, sobretudo, pessoas jovens. “Esses aparelhos não foram projetados para o usado por mais de 10 minutos”, alerta o especialista Leandro Figueiredo.

Ficar teclando demais sobrecarrega a região do pescoço, ombros, cotovelos, punhos e, principalmente, as mãos. “Durante a digitação, o polegar é o dedo mais utilizado e isso leva à sobrecarga articular e dos tendões, muitas vezes numa supervelocidade em digitadores mais habilidosos”, observa.

O ortopedista explica os movimentos feitos ao longo da digitação e os estragos que isso pode causar.
“As mãos fazem basicamente dois tipos de movimentos: de força, chamada prensa, quando fechamos todos os dedos ao mesmo tempo; e a pinça, quando forçamos o polegar em oposição a outro dedo, principalmente o dedo indicador. O movimento de pinça leva a danos agudos, como as tendinites e a dor articular, e a doenças degenerativas crônicas de articulações e ligamentos”, alerta o médico.
Moderação com o teclado
Whatsappinite
Termo usado por profissionais de medicina para definir as lesões causadas por movimentos contínuos de digitação no aparelho celular.
Prevenção
Para evitar a sobrecarga nas mãos, o ideal é não ultrapassar 10 minutos de digitação sem descanso. O retorno da atividade deve se dar após 1 hora.
Tratamento
De início, recomenda-se suspender a atividade de digitação por 30 dias. Também são usados remédios anti-inflamatórios e, dependendo da situação, imobilização das mãos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp