30/11/2020 às 11h10min - Atualizada em 30/11/2020 às 11h10min

Carro da F1 se parte ao meio e piloto fica quase 1 minuto dentro das chamas

Da Redação

Neste domingo (29), a largada do GP do Bahrein, reservou um momento que não pode ser descrito como nada menos que assustador.

O carro da Hass, pilotado pelo francês Romain Grosjean, que aliás é Presidente da Associação de Pilotos da F1. Na largada, ele escapou da pista em meio à procura de espaço, dentro do pelotão, bateu e imediatamente o carro pegou fogo. O piloto escapou sem lesões graves apesar da explosão.

G
rosjean saía da 19ª colocação do grid e buscava a recuperação nos primeiros metros da corrida barenita. Só que um toque com o carro da Alpha Tauri pilotado por Daniil Kvyat jogou o francês em direção ao muro. O carro partiu ao meio e explodiu de imediato. Cena tão apavorante que fez a direção de prova acionar bandeira vermelha segundos depois. O piloto francês da Haas ficou 28s dentro das chamas. Da batida O impacto foi de 53G.
Romain saiu do carro sozinho e não se feriu gravemente no incêndio, mas a batida frontal lesionou o piloto. O resgate chegou de pronto ao local do acidente e pode auxiliar a retirada de Grosejan. Inicialmente levado para o carro de segurança, o gaulês foi colocado na ambulância com ajuda dos fiscais, apesar de estar bem, tinha dificuldades para andar.

Haas teve queimaduras nas mãos e tornozelos, graças a roupa antichamas, usadas na F1. A imagem de Grosjean pulando o guard-rail sem sapatilha num dos pés é impressionante, assim como o chassi partido em dois. O piloto francês ficou quase 30 segundos no fogo e conseguiu escapar apesar do impacto de 53G de força.

Veja vídeo:





 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp