23/11/2020 às 10h45min - Atualizada em 23/11/2020 às 11h21min

Famílias comuns aproveitam tempo em casa para lucrar com e-commerce

Dropshipping é um modelo de negócio que está chamando a atenção das pessoas que querem ter uma renda extra

DINO
https://patriciapassos.com/dropshipping

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, ABComm e a Konduto, empresa especialista em risco e prevenção à fraude no e-commerce e em pagamentos digitais, fizeram um levantamento dos números sobre as vendas on-line que ocorreram no Brasil com o advento da maior pandemia da história, em termos de abrangência.

Como muitas pessoas sentiram o impacto financeiro do isolamento social, surgiu a necessidade de criar novas fontes de renda. A Internet apresentou a melhor possibilidade para que as famílias pudessem lucrar sem sair de casa.

Isso se revelou em números neste primeiro semestre. No ano de 2020, as negociações pela Internet fecharam o período com a maior alta em 20 anos. Foram 47% de crescimento no Brasil.

Os resultados iniciais foram bastante expressivos, mas a tendência é de que mais empreendedores lucrem na Internet até o final de 2020. Afinal, é no segundo semestre que datas como Natal e Black Friday movimentam fortemente o e-commerce nacional.

A alternativa "Dropshipping"

Dropshipping é um termo em inglês para designar a prática de vendas sem a necessidade de estoque. Ou seja, o revendedor oferta e comercializa produtos, viabilizando a entrega do fornecedor até o cliente final.

As pessoas com lojas digitais que fazem a intermediação entre consumidores e fornecedores, através de compras pela Internet, já movimentaram 243 milhões de pedidos feitos por aproximadamente 68 milhões de clientes. Estima-se que 97% destas transações são realizadas pelo smartphone.

Os clientes em geral são pessoas com diferentes perfis de consumo. No ano de 2018 registrou-se um percentual de 52,3% do gênero feminino para o público consumidor na Internet.

O líder do ranking de faturamento de produtos comprados na Internet é a categoria eletrodomésticos, decoração e brinquedos que totalizou 19,6% em 2018 e se mantém, segundo a Climba Commerce.

A possibilidade de ganhar mais do que nos empregos atuais é o que chamou atenção das famílias que iniciaram lojas virtuais sem estoque.

A alternativa da gestão de estoque

Pode parecer uma tarefa difícil controlar o estoque de uma loja virtual. Por esse motivo o dropshipping vem ganhando força entre famílias que desejam uma renda extra, já que vender nessa modalidade é tão simples que qualquer pessoa pode iniciar seu negócio em menos de uma semana.

Os dois benefícios encontrados nesta modalidade de vendas são:

  • Ter quantidade suficiente de produtos para atender a demanda dos seus clientes.
  • Iniciar com pouco dinheiro e ter a possibilidade de receber o dinheiro das vendas na mesma hora.

Já existe no mercado uma série de softwares que realizam a gestão de loja virtual.

Os softwares apresentam facilidades para gestão, tais como:

  • Cadastro dos produtos com apenas 2 cliques;
  • Registro automático de entradas e saídas;
  • Informações sobre disponibilidade de produtos no estoque do fornecedor;

Formas de pagameto

As formas de pagamento são simplificadas e seguras. Geralmente é oferecido ao cliente diversos meios de pagamento, do cartão de crédito ao boleto bancário. A liberação do pedido é realizada apenas quando comprovado o pagamento.

As intermediadoras de pagamentos são empresas que atuam realizando a conexão entre a loja virtual e o banco. Para o comércio eletrônico, é uma opção vantajosa, por oferecer vantagens exclusivas, como relacionamento com bancos, e segurança. Algumas dessas intermediadoras mais famosas são a Pagseguro, o Paypal e o Mercado Pago.

Foco no Mercado Digital

Como toda crise, a gerada pela pandemia da Covid - 19 também trouxe ensinamentos através das saídas encontradas pelas empresas para não perder o seu faturamento. E o crescimento do e-commerce foi uma dessas importantes lições aprendidas.

Neste contexto, muitas pessoas ampliaram sua visão sobre compras online e deixaram o receio de lado ao comprar por plataformas e apps.

Segundo estudo apresentado pelo Google em parceria com o Instituto Ipsos, que realiza estudos de mercado, 11% dos entrevistados realizou sua primeira compra pelo aplicativo de entrega de refeições durante a pandemia. 13% fez sua primeira compra pelo smartphone e 11% comprou pela Internet, retirando na loja pela primeira vez.

Foi o deslocamento de força de vendas do físico para o digital que fez surgir oportunidades de lucros de famílias que precisaram ficar em casa, devido isolamento social. E este parece ser um caminho sem volta, uma vez que muitas lojas físicas encerraram suas atividades por falta de movimento.

A tendência para os próximos anos é de que as operações de varejo pela Internet sejam duplicadas. Isto prevê mudanças contínuas e melhoramentos nos aplicativos, ativação automatizada da base de clientes e maior estudo sobre os interesses do público para divulgação através de algoritmos.

 

Para mais informações sobre como ter um renda extra através do Dropshipping, basta acessar: https://patriciapassos.com/dropshipping



Website: https://patriciapassos.com/dropshipping
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp