16/11/2020 às 11h29min - Atualizada em 16/11/2020 às 11h29min

Em um ano e meio, Dorlei mostra pra que veio e população referenda mais quatro anos

Fábio Jordão

Ao assumir a prefeitura interinamente em 09 de maio de 2019, após afastamento da prefeita Amanda Quinta Rangel, o prefeito Dorlei Fontão da Cruz assumiu automaticamente o seu maior desafio da vida: o de conduzir a cidade de Presidente Kennedy.

No começo os primeiros obstáculos foram superados com diálogo e atitudes. As decisões foram difíceis, mas fruto de diálogo incessante com o Ministério Público, Tribunal de Justiça, Governo do Estado, Assembleia Legistiva e quem mais pudesse ajudar no momento.

Naquela altura, Dorlei desconversava sobre uma possível candidatura em 2020 e se mostrava focado no mandato de prefeito.

A partir daí, num ritmo frenético e alucinante, projetos esperados pela população há anos foram saindo do papel. Outras obras travadas por trâmites internos foram colocadas na rua e a população foi sentindo diretamente as melhorias e os avanços.

Nesse meio tempo problemas de saúde bateram à porta de Dorlei e um tempo de repouso foi necessário, mas a máquina pública não parou.

De lá pra cá, outros avanços históricos foram vistos: asfalto Jaqueira a Santo Eduardo; São Salvador a Santana Feliz; Santa Lúcia a Leonel.

O que aconteceu neste domingo foi um referendo da população, aprovando o um ano e meio de gestão e colocando mais quatro anos para Dorlei.

Para quem ficou só um ano e meio à frente da Prefeitura, Dorlei junto com o vice Aluízio Corrêa, deram uma acachapante derrota para a oposição que ficou atordoada  e espantada com a votação.

Agora imagine se a eleição fosse polarizada? Imagine se ele tivesse quatro anos no mandato?

É verdade, a vitória seria ainda mais esmagadora.

Fábio Jordão

Fábio Jordão

Capixaba, formado em técnico em informática pelo Ifes, formado em Engenharia de Produção pela Faculdade Multivix

Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp