08/04/2020 às 14h38min - Atualizada em 08/04/2020 às 14h38min

Eleições 2020: exonerações e nomeações movimentam a corrida eleitoral em Presidente Kennedy

Fábio Jordão

O começo deste mês de abril marcou o encerramento de alguns prazos do calendário eleitoral de 2020, previstos pelo Tribunal Superior Eleitoral(TSE), como os que tratam da janela para trocas partidárias, do registro de estatuto de partidos e da renúncia de políticos que pretendam disputar outros cargos nas eleições deste ano.

Em 3 de abril, terminou a janela para trocas partidárias, período no qual os vereadores que concorrerão à reeleição ou ao cargo de prefeito puderam mudar de partido sem perder o mandato eletivo. 

O dia 4 de abril, seis meses antes das eleições, foi a data-limite para que os partidos políticos aprovassem a filiação de seus candidatos, que, por sua vez, já deverão ter domicílio eleitoral para disputar o pleito de outubro.

Com esses prazos encerrados, as Eleições 2020 começam a se desenhar melhor em Presidente Kennedy e a nitidez das ações vai aumentando.

Na semana passada o prefeito Dorlei Fontão, do PSD, fez o que chamo de "exonerações táticas", exonerou o seu secretário de assistência Social, Tancredo Almeida Silveira; o subsecretário também de assistência social, Jorge Bittencourt, o Jorginho Cancela; e o subsecretário de transportes, Gelson Fernandes Firmo (Pipoca). Deste modo, desincompatibilizando os agentes públicos de seus cargos, em conformidade com as leis, eles podem concorrer a cargos eletivos em 2020.

A desincompatibilização representa o afastamento obrigatório de cargo público do postulante a candidato antes da eleição. A medida busca assegurar que não haja nenhum tipo de influência por parte daquele que já ocupa cargo público e deseja concorrer novamente, além de zelar pela igualdade dos candidatos na disputa. 

Dentre os citados acima, Tancredo Almeida e Jorge Cancelas já divulgaram que são pré-candidatos ao cargo de vereador em Presidente Kennedy. Estes, inclusive, já foram nomeados nesta semana em cargos que não precisam de renúncia com muita antecedência, mas que ao mesmo tempo não são de chefia.

A troca partidária ocorrida na Câmara Municipal e as filiações e desfiliações serão temas de um próximo post.
Link
Relacionadas »
Comentários »